A música e o marketing digital!

A música e o marketing digital!
Poucas indústrias entendem a necessidade de evoluir mais do que a música. De vinil para Tidal, a melodia mudou completamente nas últimas décadas. Em menos de metade de uma vida, passamos de um dial-up lento para estarmos ligados à Internet constantemente, através de uma variedade de dispositivos e meios. Isso trouxe um poço de exploradores empreendedores, ansiosos para serem pioneiros e plantar a sua bandeira na fértil e selvagem paisagem da música digital. Claro, os métodos podem ser diferentes, mas a alma ainda está lá. Então, como se promove a música através do marketing digital?

O que é Music Marketing?
Além de talento e produção, o marketing é a componente chave na transformação de um artista numa estrela. Ele amplifica o seu trabalho e talento para milhões de fãs em potencia. Antes da Era da Internet, seria apenas incluído DJs, estações de rádio, televisão e imprensa da indústria. Hoje, consiste em meios de comunicação social como Facebook, Twitter e Instagram, e entrar em grandes plataformas de música digital como Tidal, iTunes, Soundcloud e Spotify.

Viver num mundo de social media
De acordo com Raffi Keuhnelian, CEO da MusicPromoToday, "As redes sociais permitiram que talentos musicais de todo o mundo se tornassem estrelas mundiais, basta pensar em Justin Bieber, Adele ou The Weeknd - todos eles se "fizeram" on-line. A capacidade de interagir e se envolver com os seus músicos favoritos. "
Ele continua: "Os fãs sentem que têm uma voz com as redes sociais e que estão a ser ouvidos. Os artistas usam-nas para comunicar com seus fãs, mantendo-os ao corrente das últimas notícias e lançamentos. Ser exímios com a sua estratégia de marketing digital e colher os frutos de sua abordagem criativa."
Social media marketing também oferece uma solução rentável para bandas e seus managers para construir buzz. Para todos as bandas up-and-coming ainda a tocar nas garagens, este tem sido uma verdadeira mudança de paradigma. Com o potencial de atingir uma audiência de milhões através de um retweet por um influenciador, os artistas podem lançar a sua carreira antes mesmo de começar.
Não contando com a estratégia mais tradicional de promoção como boca-a-boca se tenha tornado ainda mais importante com a internet e redes sociais. Pense: quando gosta de algo, partilha com os seus amigos. Antes, isso significava esperar para vê-los ou pegar no telefone. Agora, tudo é um texto rápido, mensagem direta ou clique no botão "Partilhar".

Mobile Marketing é fundamental
Vamos admitir: toda a gente possui um dispositivo móvel. E tem-no sempre com eles. O seu está a menos de 1 metro de si neste momento, certo? Isto oferece uma possibilidade única para os pioneiros da música e bandas de envolver os fãs, quando antes poderia ser inacessível. Quando eles estão no trabalho, podem verificar o seu dispositivo móvel e de repente descobrir um artista ou uma música que nunca ouviu falar antes.
Antes do digital, eles tinham que estar a ouvir a estação de rádio certa na hora certa para ouvir uma nova faixa. Hoje em dia, eles podem estar on-line em qualquer ponto durante o dia e encontrar uma nova banda que chama à atenção - ou ouvido, conforme o caso.

Vídeo Marketing
Vídeo marketing também surgiu como uma das melhores ferramentas que a indústria da música tem para o marketing digital. Sites como o YouTube e o Vimeo permitem que as bandas criem conteúdo visual e o publiquem para que milhões vejam. Isso ajudou a lançar muitos aspirantes a artistas. Por exemplo a estrela adolescente Avery, que criou uma carreira de sucesso quase inteiramente graças ao YouTube.

Conclusão
O marketing digital, sem dúvida, mudou a paisagem da indústria da música. A chave é não vê-lo como uma ameaça desconhecida, mas sim como uma enorme oportunidade à espera de artistas pioneiros e suas equipas. Das redes sociais ao boca-a-boca do mercado de vídeo, novos talentos nunca tiveram tantas ferramentas - ou concorrência – pra enfrentar. Aqueles que não só sobrevivam, mas prosperarem neste novo mundo da música são aqueles que usam a Internet para se dar a conhecer a um público novo e enorme.
Com a ascensão da Gen Z, os primeiros nativos digitais do mundo, as gerações mais jovens estão a conhecer canções mais antigas através de redes sociais e sites de vídeo, criando uma nova onda de fãs para a indústria musical.

Comments are closed.